Portal Negócios da Comunicação

  • Twitter
  • Facebook
  • Orkut
Adicione esta p?gina aos seus favoritos
OK
Agências

"Zé Gotinha" volta à campanha do Ministério da Saúde contra a paralisia infantil


Em ação da Agnelo Pacheco o boneco símbolo da campanha foi reconstruído para mobilizar as pessoas para a vacinação


"Zé Gotinha" volta à campanha do Ministério da Saúde contra a paralisia infantil

Por Marina Oliveira

A agência Agnelo Pacheco assina, pela segunda vez consecutiva, a criação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil do Ministério da Saúde, que existe desde 1980. Para mobilizar as pessoas para a vacinação foi resgatado o boneco símbolo da campanha "Zé Gotinha".

Em entrevista ao Portal da Comunicação, Gui Pacheco, diretor geral e de criação da Agnelo Pacheco de Brasília e um dos criadores da campanha,  que estréia amanhã  na TV aberta e canais a cabo, diz que a escolha do personagem deu-se à força que ele possui nos diferentes estados e municípios do país. "Eu tive um feedback muito positivo do uso do boneco em diversos locais do Brasil. Cada lugar utiliza o Zé Gotinha para fazer a ação externa de divulgação que mais se adapta a população local", afirma Pacheco.

O boneco símbolo foi criado pelo artista plástico Darlan Rosa em 1985 e desde lá vem sendo usado nas campanhas do governo. "Normalmente usava-se o personagem somente como um selinho das mídias impressas, agora ele é a estrela da campanha", diz o diretor que participou da reconstrução do personagem, que agora está com traços mais definidos, fisionomia simpática e do tamanho de uma criança.

O projeto criado para esta primeira etapa de junho da Campanha de Vacinação envolve filmes para TV; spot para rádio; vinheta; cartaz e filipeta, todos com a assinatura "O seu filho quer duas gotinhas da sua atenção", referência às  gotas da vacina que são aplicadas nas crianças com menos de cinco anos. "A campanha ficou muito leve, não tem uma abordagem pesada como as antigas propagandas de prevenção de doenças. Queremos passar uma mensagem positiva, sem  o tom oficial de ação do governo.", diz Gui Pacheco.

O comercial, produzido pela Net Films, traz uma animação do Zé Gotinha interagindo com as crianças em um parque temático, onde os brinquedos têm a forma de gotas. "Usamos  crianças de diferentes raças e idades, inclusive portadores de necessidades especiais", explica o diretor. Nos spots para rádio, a ferramenta usada é o jingle da campanha "Uma gotinha, duas gotinhas de sua atenção/ 10 de junho, não dá pra esquecer, é dia de vacinação", também desenvolvido pela Agnelo Pacheco.

Gui Pacheco adianta que na segunda fase da campanha, em agosto, serão retiradas as referências à Copa do Mundo. O Dia Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil, que completa 26 anos, acontece no dia 10 de junho e tem a meta de vacinar mais de 17 milhões de crianças menores de cinco anos.

Capa da Revista

Sumário

Edições Anteriores

Assine

Edição 73 - Fevereiro / 2014

Comunidade

Banner 300x115
Untitled Document